Auto Solidão + Holofonica “Solidão”

Música e Audiovisual na Olido
*7 de Junho, domingo
Cine Olido
(45 minutos / censura livre)
17h
$Grátis


Manipulação ao vivo de vídeo e música de forma espontânea e improvisada, baseada nas autoimagens captadas por Auto Solidão e nas desconstruções e reconstruções sonoras de Holofonica.

Solidão
Iniciada a partir da proposta de Fernanda Cirelli de aplicar os conceitos de autorretrato à um processo pessoal de psicanálise, questionando a solidão em seus vários aspectos, Solidão é a extensão do registro desses momentos para o campo audiovisual, onde ela passa então a aplicar o autorretrato da fotografia para a direção/captação/edição de vídeo.

A trilha sonora é executada por Holofonica, criada de improviso e ao acaso na total falta de rigor matemático. São desconstruções e reconstruções executadas sob influência do dadaísmo, afirmando a negação da exibição tecnicista do músico, resultando em apresentações únicas.
Juntos eles fazem Solidão.


Auto Solidão é um projeto da fotógrafa Fernanda Cirelli, que aplica o conceito de autorretrato na fotografia, para a direção de fotografia no cinema.

São diversas situações de auto-conhecimento onde as filmagens se alternam entre dirigir pessoas que serão filmadas pela artista descrevendo suas próprias solidões, e dirigir pessoas que filmarão a performance da artista, também discutindo diversos ângulos do autorretrato ausente.
https://vimeo.com/fernandacirelli



Holofonica é o projeto de música criativa de Leandro Archela, onde a criação antirracional de paisagens sonoras se desenvolve através da livre manipulação e experimentação de instrumentos musicais e efeitos eletrônicos.

Archela iniciou sua carreira musical no final dos anos 80 e participa dos projetos Naaxtro, Rumbo Reverso, Bodes & Elefantes, Assembléia Rítmica de Pinheiros.

https://soundcloud.com/holofonica