Fábio A.

Ativo desde os anos 90 em sua incansável busca por sons estranhos, pratica barulho ao melhor estilo lo-fi e faça-você-mesmo.

Flavia Goa

Artista sonora, guitarrista e compositora de música eletrônica

João Madeira e Wagner Ramos

Encontro além-mar dos músicos em uma grande experimentação, num trabalho com referências dos 2 países, das 2 culturas, mas igualmente repleto de afinidades

André Damião

Trabalha transversalmente entre os campos da música e da arte eletrônica, com foco na crítica da tecnologia, estética da interface e mobilidade.

Renê Freire

Pianista e compositor pernambucano, suas influências composicionais são, principalmente, a música para piano do século XX e XXI no ambiente da música de concerto.

Escafandro

Luiz Galvão – guitarra
Flavio Lazzarin – bateria
Thiago Salas – eletro-acústica
Natalia Francischini – guitarra
Romulo Alexis – trompete, sopros

Bill Nace

Artista e músico baseado na Filadélfia /Pensilvânia (EUA)

Marco Scarassatti

Artista sonoro, improvisador e compositor, desenvolve pesquisa e construção de esculturas e instalações sonoras, além de gravações de campo

Nelson Pinton

Desenvolve trabalhos na área de cinema, publicidade, dança e teatro e pesquisa os estudos de som com ênfase em cinema, trilhas sonoras e multimídias

Gambutrol

Performances sonoras e gravações caseiras que trafegam entre a forma estrutural do metal extremo e as múltiplas possibilidades do compor com o abstrato

Quasicrystal

Suas gravações são marcadas por um estilo de música eletrônica obscura, repetitiva e ruidosa, de onde emergem e submergem melodias e vozes.

God Pussy

Proposta de fazer BARULHO denunciando as desigualdades sociais, buscando confrontar a obsessão do homem sobre o homem

em extinção

Sonoridade saturada e sua ‘decomposição’, em uma analogia à sociedade e como ela se relaciona com o ambiente

Bruno Trchmnn

Em seu trabalho solo explora construções baseadas em drone, improvisação e formas/estruturas da música popular de diversos lugares do mundo.

Mondrongo (RJ)

Mondrongo é o projeto de música experimental de Julio Santa Cecília, que transita entre o drone e o glitch, com uso de elementos e superfícies analógicas, como loops de fita cassete e sons sintetizados.

Tim Dahl (NY)

Baixista, compositor e ocasionalmente vocalista, ativo nas cenas de avant-garde, noise, rock underground, free jazz e música experimental internacionais.

Miazzo

Trabalhando com música experimental/exploratória desde 2005, busca no noise e na estética lo-fi o fio condutor do seu trabalho, transitando por influências do metal e do punk , da timbragem do hardcore japonês, da cultura de fitas cassetes e do FVM.

Bruno Palazzo

Artista plástico e produtor de música, trabalha com som, desenho e trilha-sonora.

Radio Diaspora

Bateria e trompete, instrumentos seminais da tradição negra na música, são as chaves da sonoridade do Radio Diaspora. Na fusão entre fonogramas e samplers com a energia sonora do free jazz, o duo desenvolve sua música bebendo dos códigos musicais presentes na rica herança da diáspora africana.

Romulo Alexis

Músico (de)compositor, improvisador, performer, artista visual, produtor cultural, arte-educador, autor de HQs, vídeo arte e cinema experimental.

Bugio

Duo paulistano formado apenas por baixo e bateria, apresenta vigorosas faixas instrumentais que misturam um rock punk preciso, de sonoridade crua e seca, com incursões ao experimentalismo e à improvisação.

Vermes do Limbo

Colagens de riffs, batidas e distorções de tudo que for capaz de vibrar em forma de som no ar

Cadu Tenório

Seu trabalho é construído pela exploração de diferentes processos de gravação e pela obtenção de timbragens incomuns a partir de sintetizadores, gravações de campo, tape loops e instrumentos processados.

Gruta

projeto de Thiago Miazzo e Cadu Tenório,calcado em improvisos, climas e feedbacks

Lydia Lunch Retrovirus

Uma das precursoras da no wave, a artista confrontacional, cantora, atriz e poetisa norte-americana, Lydia Lunch revisita em Retrovirus músicas de sua produção musical desde 1977 até o presente

Test

Com apenas 2 integrantes, o Test surgiu em 2010 e tem sido reconhecido como uma das bandas mais originais de death/grind dos últimos tempos.