Radio Diaspora

Bateria e trompete, instrumentos seminais da tradição negra na música, são as chaves da sonoridade do Radio Diaspora. Na fusão entre fonogramas e samplers com a energia sonora do free jazz, o duo desenvolve sua música bebendo dos códigos musicais presentes na rica herança da diáspora africana.

Radio Diaspora

foto de Marcello Vitorino com montagem de Romulo Alexis

Bateria e trompete, instrumentos seminais da tradição negra na música, são as chaves da sonoridade do Radio Diaspora, duo formado por Wagner Ramos (bateria e eletrônicos) e Romulo Alexis (trompete, flautas, voz e efeitos). Na fusão entre fonogramas e samplers com a energia sonora do free jazz, Radio Diaspora desenvolve sua música bebendo dos códigos musicais presentes na rica herança da diáspora africana.

Em meados de 2015 Romulo Alexis e Wagner Ramos se uniram com o intuito de pesquisar uma identidade afro na música de improvisação livre. Neste processo surgiram experiências que apoiadas em objetos sonoros, camadas eletrônicas e digitais consolidaram-se como uma linguagem pelo duo.

Têm atuado no ambiente da música experimental levando sua sonoridade a diferentes públicos em festivais, apresentações em instituições e em espaços independentes. Têm vários lançamentos em duo e em colaborações com artistas de diferentes bagagens musicais.

Em 2021 o Radio Diaspora lançou ‘Negro Humor’ pela Brava, álbum que percorre por diálogos com vozes como Grande Otelo, Malcolm X, Muhammad Ali e Hédio Silva Júnior, através de samples cuidadosamente mesclados à potência do trompete e da bateria, numa investigação acerca da dicotomia do humor para novamente fazer reverberar por meio da música a luta do duo contra a violência física e simbólica sofrida secularmente pela população negra.

Em 2022 lançaram também pela Brava ‘Ori’, onde a música segue sendo a arma na sua luta antiracista.

 

Romulo Alexis – Trompete, voz, flautas Indianas, instrumentos de sopro construídos, bases e eletrônicos.

Wagner Ramos – Bateria, módulo de percussão eletrônica, bases, MPC e eletrônicos.

Não Carnaval

uma mostra da Brava (SP) na Audio Rebel (RJ) em 2 noites com artistas do selo